Geral Saúde

Dia Mundial do Coração – 29 de setembro

“Bate, bate, bate coração dentro deste velho peito”

O coração é o órgão do corpo humano que passeia em milhares de obras em verso ou prosa. Não seria diferente, diante de sua importância para a vida. Por isso, cuidar da saúde do coração é vital, ainda mais em tempos de pandemia.

O presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Dr. Marcelo Queiroga, no Jornal SBC, explica: “São aproximadamente 14 milhões de brasileiros com doenças do coração, e são mais de 380 mil óbitos todos os anos. O problema é grave porque essas doenças são responsáveis por 30% das mortes no Brasil. São doenças que poderiam ser prevenidas e tratadas. O país registra uma morte a cada 40 segundos devido às doenças cardiovasculares”.

Por isso que é muito importante fazer um checkup com um cardiologista, para prevenir e cuidar da saúde do coração. Os fatores de risco como hipertensão, colesterol, diabetes, sedentarismo, obesidade ou tabagismo podem ser tratados.

Dra. Rica Buchler – Foto Divulgação

O mês de setembro é dedicado ao coração por várias entidades médicas e de saúde pública. A agência etcnotícias conversou com a cardiologista Dra. Rica Dodo Delma Buchler sobre as doenças cardíacas e os cuidados durante este período de pandemia da Covid-19. Confira:

1- Quais as patologias cardiológicas que podem agravar a evolução do Covid-19?

Dra. Rica Buchler: Os pacientes sem cardiopatia comprovada, mas com fatores de risco como obesidade, hipertensão e diabetes possuem maiores índices de evolução desfavorável e óbitos. Os cardiopatas que apresentam contratilidade cardíaca afetada também  podem ter seu quadro agravado pelo Covid-19. Dentre as patologias principais temos a insuficiência cardíaca e infartos prévios.

2 – Os pacientes com cardiopatias necessitam de cuidados extras?

Dra. Rica Buchler: Sim, devem manter suas medicações e consultas cardiológicas e fazer isolamento social o máximo possível. Além do uso de máscaras e higienização constante das mãos.

3 – Existe uma idade certa para procurar o cardiologista?

Dra. Rica Buchler: Em pacientes que possuem antecedentes de doença cardíaca na família e naqueles que possuem antecedentes familiares de hipercolesterolemia, diabetes e/ou hipertensão, o ideal é começar aos 20 anos para consulta clínica, aferição de pressão arterial, eletrocardiograma e perfil bioquímico (dosar glicemia e lípides). A qualquer idade antes de iniciar atividades físicas ou esportivas intensas ou se sentir palpitações. E, finalmente, se não estiver nas condições acima procurar aos 40 anos.

4 – Quais os cuidados físicos e ou alimentares para manter o coração saudável?

Dra. Rica Buchler: Praticar atividade física moderada 30 minutos/dia, 5 dias por semana. Pode ser caminhada, não há obrigatoriedade de frequentar academias. Se for atividade intensa, 3 vezes por semana. A alimentação deve ser balanceada entre proteínas, carboidratos, frutas e vegetais. Evitar açúcar refinado, frituras e alimentos processados ou industrializados.

A Dra. Rica Buchler é cardiologista da Clínica Buchler, tem doutorado pelo Instituto do Coração da FMUSP e no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia é professora do programa de residência em Cardiologia Clínica, chefe da Seção Médica de Provas Funcionais e vice coordenadora da Comissão de Especialização, Estágio e Aprimoramento.

Como o tema da última semana de setembro é o coração, aproveite e confira o evento online da SBC, que produz várias jornadas de ensino, com temas para os médicos e público em geral. #EuCuidodoMeuCoração.

ETC Redação – colaboração da assessora Jessie Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *