Dino

Cresce número de empresas dedicada exclusivamente à energia solar

Campinas, SP 19/5/2021 – Eles enxergam um caminho relevante na energia solar, passando muitas vezes a ser o principal modelo de negócio, o principal produto

Segundo pesquisa da Greener, 42,3% das companhias apostaram somente na fonte fotovoltaica em 2020 no Brasil

Segundo estudo realizado pela Greener, empresa de consultoria e pesquisa, o número de empresas integradoras dedicadas exclusivamente em energia solar aumentou em 2020 no Brasil.

Os dados apontaram que 42,3% das companhias apostaram nesta tecnologia limpa e sustentável, um aumento de cerca de 35% frente aos 30,9% que foram contabilizados durante o ano de 2019.

“Isso reflete a maturação do mercado de GD (geração distribuída) fotovoltaica, à medida em que o setor começa a ganhar mais corpo e os empreendedores começam a fazer mais volume e a ficarem mais estruturados. Eles enxergam um caminho relevante na energia solar, passando muitas vezes a ser o principal modelo de negócio, o principal produto”, disse Márcio Takata, diretor da Greener.

“Da mesma forma, é importante salientar que 58% das empresas ainda diversificam o seu leque de produtos, especialmente as que são mais novas no segmento, pois muitas atuam com produtos que diferem para completar o portfólio – uma medida também positiva no sentido de trazer maior diversificação e menos riscos”, relatou Takata.

Cursos de capacitação
Outro ponto ressaltado pela pesquisa da Greener é que os cursos presenciais, e online, fornecidos por empresas de capacitação são a principal fonte de conhecimento para atuar no setor fotovoltaico (64,4%).

Ainda de acordo com o estudo, entre os integradores que iniciaram suas atividades em 2020, conteúdos online disponibilizados pelo mercado também tiveram alta procura (27,2%).

Economia é a principal motivação
De acordo com a consultoria, a maior parte dos comércios que adquiriram sistemas fotovoltaicos indicaram como sua principal motivação a economia (84%). Já em segundo lugar está a sustentabilidade (8%). Valorização do imóvel e insatisfação com a concessionária de energia também foram mencionados, mas não entre as principais motivações.

Sobre a pesquisa
Ao total, 1.579 integradores participaram da pesquisa no período de 25 de novembro de 2020 a 10 de janeiro de 2021. O estudo contou com uma amostragem de empresas de todo o país, de todos os portes e idades.

Website: https://canalsolar.com.br/cresce-numero-de-empresas-dedicadas-exclusivamente-em-energia-solar/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *