Educação Geral Geral Saúde

2 de abril – Autismo

Autismo e as práticas necessárias a cada atendimento

Psicanalistas franceses propõem uma nova forma de tratamento dos sujeitos autistas, atentando-se para o objeto de fixação do paciente e utilizando-o como parte primordial do processo analítico

Escrito pelos psicanalistas Isabelle Orrado e Jean-Michel Vives, ambos professores da Universidade Côte d’Azur, em Nice, na França, Autismo e Mediação: bricolar uma solução para cada um é publicado agora no Brasil pela Aller Editora e apresenta-se como uma lufada de ar fresco sobre uma questão tão delicada.

Bricolar já não é, então, uma construção feita nas coxas, mas algo da ordem de uma técnica e de uma atenção com o que se está elaborando e que, com base nisso, implica “traquejo” e “invenção”. Aí está um ponto essencial que almejamos evidenciar com esta obra. O traquejo compete à técnica psicanalítica e à condução do tratamento; a invenção surge da atenção dada às proposições, às vezes ínfimas, das pessoas autistas e da utilização que delas se pode fazer para aumentar as apostas do encontro clínico. – Autismo e Mediação

Para o autista, o mundo exterior é tumultuoso e insuportável. Por isso, ele escolhe um ponto seguro de fixação – um objeto ou uma área de conhecimento, como música, desenhos, carrinhos, entre outros. A proposta do livro é que esse ponto seja tomado como objeto de mediação entre o sujeito e o mundo.

Considerar a habilidade ou o interesse específico de cada um é, portanto, essencial; torna-se necessário abandonar os modelos pré-formatados de atendimento e bricolar, isto é, arranjar-se com os “meios que se tem à mão”, como define Lévi-Strauss.  O analista deve não apenas escutar o paciente de forma singular, mas também criar com aquilo que este apresenta. Isabelle e Jean-Michel advogam que o uso desse ponto de fixação torna o contato analista-autista – e autista-mundo exterior – possível.

Os autores aprofundam o tema desenvolvido discorrendo sobre a relação do sujeito autista com a voz e a pulsão invocante – tema sobre o qual os autores têm artigos e livros publicados. Eles argumentam que a voz sonorizada (emitida por uma máquina) pode, muitas vezes, servir como mediação entre o autista e o seu entorno.

Autismo e Mediação: bricolar uma solução para cada um é uma proposta inovadora, pois apresenta novas possibilidades para o atendimento de sujeitos autistas, construindo a teoria a partir de observações de casos clínicos. Isabelle Orrado e Jean-Michel Vives apontam com clareza e empatia maneiras de como utilizar o objeto de fixação a favor do tratamento do sujeito.

Ficha técnica
ISBN: 978-65-87399-02-7
ISBN ebook: 978-65-87399-03-4
Formato: Brochura – 14x21cm
Peso: 160g
Páginas: 160
Idioma: Português
Editora: Aller Editora
Edição: 1ª / 2021
Gênero: psicanálise, autismo, mediação
Livro físico: R$63,00
Livro digital: R$44,00

Para comprar clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *