Agenda Comportamento Cultura Educação Geral

Dia do Bibliotecário – 12/3

Biblioteca Nacional e UnB contam com a tecnologia na preservação de acervos e democratização do acesso

Além da UnB, Universidades Federais de Juiz de Fora e de Uberlândia utilizam scanners que conservam os livros, eliminam o uso de papéis e trazem economia aos alunos

O Brasil tem 7 mil bibliotecas cadastradas no Sistema Nacional de Bibliotecas do Ministério da Cultura, com uma média de 1 biblioteca para cada 30 mil habitantes. No dia 12 de março, celebra-se o Dia do Bibliotecário, profissional que ajuda a cuidar desse patrimônio em sua missão de preservar a informação e torná-la acessível às pessoas.

Agora, o bibliotecário conta com a tecnologia para auxiliar na conservação de obras dos mais variados formatos (livros, documentos, filmes), facilitação de consulta, democratização do acesso e redução no uso de papel.

As Universidades de Brasília, Federal de Juiz de Fora e Federal de Uberlândia possuem grandes bibliotecas, que eliminaram o processo dos alunos de retirarem o livro da prateleira, levá-lo à copiadora e sacrificá-lo com inúmeras sessões de cópias. As instituições utilizam o Zeta Confort, comercializado no Brasil pela ScanSystem, um scanner de autoatendimento fácil de operar, que preserva a saúde dos livros e o bolso dos alunos.

Compactos, os scanners Zeta estão instalados nas bibliotecas e, após pegar o livro desejado, o aluno tem apenas que posicionar a página, apertar um botão e salvar os arquivos em um pen drive, enviar por e-mail ou gravar na nuvem para download via FTP. O Zeta corrige letras distorcidas na lombada do livro, marcas de dobras e páginas posicionadas tortas.

A Biblioteca Nacional, considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo e a maior da América Latina, também utiliza scanners da ScanSystem no projeto Biblioteca Nacional Digital (BNDigital), que disponibiliza, digitalmente, todo o acervo do espaço (livros, documentos, microfilmes). Com rapidez e alta qualidade, milhões de arquivos digitalizados contribuem com a preservação do acervo e a democratização do acesso a ele.

“Kafka estaria satisfeito com a possibilidade de ter seus livros digitalizados sem sofrerem danos. O Zeta foi uma revolução para as bibliotecas, que contam com um aliado importante na preservação de bens culturais e documentos valiosos; para os alunos, que não precisam mais gastar dinheiro com cópias físicas; e para o meio ambiente, já que eliminamos a necessidade de papel na reprodução e acesso de livros e outros documentos”, resume Ricardo Monteiro, diretor da ScanSystem.

Sobre a Scansystem

Distribuidora e revendedora de equipamentos e suprimentos para gestão documental, atuante no mercado desde 1995. Fundada em São Paulo, a Scansystem conta também com escritório em Portugal, além de uma rede de revendedores para equipamentos comercializados com exclusividade. A empresa procura sempre desenvolver novas soluções e tecnologias, visando melhorar sua linha de produtos, tendo como principal objetivo a satisfação de seus clientes. A loja virtual (www.scansystem.com.br) permite a compra dos mais modernos scanners e produtos de microfilmagem. Para mais informações: (11) 3285-5199.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *