Dino

Portabilidade de crédito: como trocar a dívida cara por uma mais barata?

São Paulo,SP 13/7/2021 –

A realocação de uma dívida por outra pode ser vantajosa em alguns casos.

Ter uma dívida que consome boa parte do orçamento financeiro é um risco muito grande, pois isso acaba comprometendo os demais gastos pessoais, sejam eles essenciais ou não. Dessa forma, quando esse cenário é a realidade, o melhor a ser feito é optar pela portabilidade de crédito. Essa é uma maneira de transferir a dívida para outra instituição financeira com o objetivo de conseguir melhores condições de pagamento.

Em resumo, a portabilidade de crédito é uma forma de transferir uma determinada dívida, como é o caso de empréstimo ou financiamento, para uma nova instituição financeira, sendo possível pagar a mesma dívida com menores taxas de juros e melhores condições de pagamento. É sempre uma opção interessante e que deve ser considerada quando o contratante do empréstimo ou financiamento acha que não conseguirá arcar com os custos mensais da dívida nas condições atuais.

Como funciona?

O procedimento é bem simples. Basta que o dono da dívida entre em contato com a instituição financeira e solicite o extrato com saldo devedor para fins de quitação antecipada do montante restante. Esse é um extrato com a quantia atual do débito, ou seja, o valor que deve ser pago no presente momento para quitar a dívida. Com isso, é só solicitar o crédito correspondente na instituição financeira que fará a portabilidade e o próprio agente financeiro efetuará o pagamento.

Vantagens de optar pela portabilidade de crédito

Como já destacado, o único sentido em fazer a portabilidade de crédito é encontrar uma instituição financeira que ofereça menor taxa de juros para a dívida atual. Portanto, os menores custos, tanto em relação a taxas de juros como parcelas mensais, constituem a principal vantagem para quem fez a portabilidade de crédito.

Um detalhe importante é que os grandes beneficiados podem ser aqueles que contraíram dívidas no longo prazo, como é o caso de financiamentos de imóveis. Dado que são dívidas que podem se estender por décadas, então, qualquer diminuição na taxa de juros anual representa significativas quedas nas parcelas mensais.

Apenas o ato de optar pela portabilidade de crédito já pode render melhores condições com a instituição financeira que cedeu o empréstimo inicialmente. Esses agentes preferem que a dívida mantenha-se com eles, logo, podem oferecer novas condições de pagamentos e menores taxas de juros que a própria portabilidade em si.

Dicas para realizar a negociação

A primeira dica para quem está interessado na portabilidade de crédito é encontrar alternativas mais em conta. Não é interessante fazer esse procedimento para uma instituição que ofereça a mesma taxa de juros ou vantagens ínfimas comparadas à situação inicial.

Optar por novas dívidas com parcelas de valores menores é outra dica fundamental. Geralmente são elas que acabam comprometendo o orçamento mensal. Por isso, a dica é dar preferência às portabilidades com menores parcelas mensais para reequilibrar o orçamento.

É preciso ter em mãos todos os detalhes da dívida para que seja possível encontrar uma instituição financeira aberta a fazer a portabilidade de crédito. Portanto, saldo devedor, valor e número das parcelas a vencer, taxas de juros mensal e anual, além de custo efetivo total são informações essenciais. Todos esses dados devem ser fornecidos pela agência financeira em até 15 dias.

Esse é um processo que requer paciência por parte de quem está em busca de uma dívida mais em conta. Por isso, é preciso pesquisar por alternativas e não fazer a portabilidade na primeira instituição financeira que encontrar.

Uma dica interessante são as simulações que podem ser feitas em aplicativos e sites das instituições financeiras. Com isso, já é possível ter uma noção básica do quanto isso custará ao eliminar as opções que não oferecem boas vantagens.

O Bullla é uma opção para quem está em busca de um dinheiro extra para organizar o orçamento e até mesmo quitar uma dívida com grandes custos. No Bullla é possível contratar empréstimo online entre pessoas físicas com taxas de juros diferenciadas, transparência, sem burocracia e 100% online. Além disso, o Bom Pagador consegue empréstimos futuros com taxas menores.

Mais informações em https://www.bullla.com.br/.

Website: https://www.bullla.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *