Dino

Em movimentação mensal de cargas, Porto de Santos tem 3ª maior alta da história em abril

7/7/2021 –

Principal terminal portuário da América Latina apresenta quarto recorde mensal seguido no comparativo com 2020

Com 13,7 milhões de toneladas de cargas transportadas em abril, o Porto de Santos (SP) registrou a terceira maior marca mensal de sua história, representando um crescimento de 1,7% em relação ao mesmo período de 2020. Até hoje, apenas os meses de março de 2021 (com 15,2 milhões de toneladas) e agosto do ano passado (também com 13,7 milhões de toneladas) alcançaram números superiores no principal terminal portuário da América Latina.

Segundo a Santos Port Authority (SPA), companhia que opera e administra o porto, o volume de cargas movimentadas no quarto mês do ano foi impulsionado principalmente por contêineres, açúcar e soja. Do total de 10,3 milhões de toneladas embarcadas, 5 milhões de toneladas foram de soja (alta de 9,2%); e 1,3 milhão de toneladas, de açúcar (aumento de 16%). Já a movimentação de contêineres nos dois fluxos totalizou 382,2 mil TEUs (salto de 6,6%).

Em um ano marcado pela quebra de recordes (os quatro primeiros meses superaram suas próprias marcas no comparativo anual), os números acumulados de embarque e desembarque de cargas no primeiro quadrimestre de 2021 atingiram 49 milhões de toneladas. Esse valor representa não só um crescimento de 8,3% em relação ao mesmo período de 2020, como também um recorde histórico para o Porto de Santos.

Porto de Cabedelo tem aumento de 25%

Situado na região metropolitana de João Pessoa (PB), o Porto de Cabedelo também vem apresentando bons números ao longo de 2021. Nos primeiros cinco meses do ano, o terminal registrou um crescimento de 25% na movimentação de cargas, de acordo com a Gerência de Operações da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB).

Com as 74,1 mil toneladas de cargas embarcadas e recebidas em maio, o terminal paraibano já soma 522,4 mil toneladas movimentadas no acumulado do ano. No quinto mês, o produto mais operado foi a gasolina, com 26,5 mil toneladas. Outros produtos também transportados por lá foram petcoke, com mais de 15 mil toneladas, diesel, malte e trigo.

Porto do Pecém cultiva números positivos em abril

Outro terminal que se destacou neste primeiro semestre foi o Porto de Pecém, localizado em São Gonçalo do Amarante (CE), onde a importação de equipamentos para o segmento de energia renovável e o retorno das operações de transbordo alavancaram em 44% o fluxo de cargas em abril.

Com cerca de 1,7 milhão de toneladas registradas no quarto mês do ano, o terminal cearense chegou ao total de 6,7 milhões de toneladas de cargas movimentadas no primeiro quadrimestre de 2021, elevando a média mensal para quase 1,7 milhão de toneladas. Em 2020, o fluxo médio no período de janeiro a abril foi de 1,4 milhão de toneladas, enquanto em 2019 esse valor beirou a casa de 1,2 milhão de toneladas.

Números animadores para o segmento

Após um ano completamente afetado pela crise causada pela pandemia da Covid-19, os resultados obtidos nos primeiros meses de 2021 mostram uma evolução no setor de cargas, com números positivos em vários portos brasileiros. Vale lembrar que toda a movimentação de produtos pelo país se deve ao trabalho de empresas de transporte, equipamentos, modais e demais negócios relacionados.

Para que tudo isso ocorra de forma ágil e segura, as transportadoras contam com equipamentos específicos para a realização dessas atividades, como cintas de amarração de carga, responsáveis por garantir a segurança no processo de movimentação de mercadorias. Feitas a partir de poliéster e resistentes a produtos ácidos, essas cintas são leves e flexíveis o suficiente para oferecer alta resistência e estabilidade durante o deslocamento de materiais.

Website: https://www.polifitema.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *