Dino

Viapol investe em novas estratégias visando expansão no mercado e no varejo

2/7/2021 –

Para o próximo ano fiscal, empresa prepara maior expansão para outras regiões do Brasil. Atualmente, está mais concentrada no Sudeste

O investimento em novas estratégias de mercado aliada às novas tecnologias, entre outros motivos, são considerados fatores decisivos para melhorar os resultados apresentados no setor de construção civil. A Viapol, referência nacional no desenvolvimento de soluções completas e eficazes para todas as necessidades da construção civil, atenta às tendências tem investido novas tecnologias em seus produtos e também no potencial do varejo, que já aponta resultados cada vez melhores nos últimos anos.

No varejo de construção, a tecnologia contribui para o crescimento, gerenciamento e aumento das vendas. Para a gerente nacional de varejo da Viapol, Carla Cunha, não se pode mais adiar o investimento e uso de inovações tecnológicas no dia a dia da empresa. “Descobrimos no varejo inúmeras possibilidades de crescimento. Presente no mercado de varejo há 23 anos, nos últimos cinco, a Viapol acelerou no segmento e hoje a nossa meta é dobrar de tamanho. É uma meta ousada e vamos trabalhar para superar os resultados até aqui apresentados”, disse Carla Cunha.

Mesmo com a instabilidade econômica, o setor de varejo de construção está otimista e acredita que o mercado continuará a crescer. “A tecnologia mudou o nosso jeito de fazer negócios, de comprar e vender, e no segmento varejista de materiais de construção não é diferente. A Viapol está no mercado há 31 anos e sempre se preocupou em evoluir e aderir às novas tendências”, explica a executiva.

Entre as estratégias usadas pela Viapol está investir em uma equipe treinada e capacitada para atender o varejo. “Cada detalhe faz a diferença. Nós levamos em conta cada Estado de atuação e suas caraterísticas. Saber apresentar os produtos, usar da forma correta os catálogos digitais, apresentar os produtos de forma mais dinâmica e atrativa e investir nas mídias sociais e marketplace são algumas das estratégias que usamos e que tem dado certo”, diz a gerente. Além disso, a Viapol já prepara uma expansão geográfica visando aumentar a cobertura e pulverização, para abrir novos pontos de vendas em todo Brasil.

“Vamos dobrar o número de clientes nos próximos cinco anos. Através da expansão geográfica, acreditamos que seja possível aumentar ainda o número de representantes e chegar a 200 profissionais focados apenas no mercado de varejo. Vamos mapear diversas regiões e entender o potencial de cada cidade, através de dados de habitantes e potenciais a serem explorados”, disse. Carla entende que, embora o mercado tenha crescido, ainda há muitas oportunidades a serem trabalhadas.

Dados apontam crescimento

O varejo paulista terminou o ano de 2020 com alta de 3% no seu faturamento em comparação com o ano anterior, como mostra a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O aumento foi ativado principalmente pelo setor de construção e supermercados.

Já o setor da construção registrou, ao final de 2020, crescimento de 18,7% no faturamento, fechando o ano em R$ 67,6 bilhões. O crescimento se explica, segundo a instituição, as demandas das famílias em meio à quarentena, seja promovendo pequenas reformas ou porque, diante das restrições impostas pelas autoridades, precisaram cozinhar mais em casa.

A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) prevê que o varejo de material de construção tenha bons resultados no decorrer deste ano. A projeção da associação é de uma alta de 4% no faturamento do setor.

Website: http://www.viapol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *