Dino

Balança comercial de amendoim in natura atinge US$ 70,8 milhões até abril

25/6/2021 –

Já a exportação de amendoim em grão, produtos à base de amendoim, entre outros, cresceu mais de 433% em valor de exportação nos últimos 10 anos

O setor brasileiro de amendoim in natura registrou Balança Comercial de US$ 70,8 milhões entre janeiro e abril de 2021, um aumento de mais de 10% em relação ao mesmo período de 2020, segundo dados da ComexStat. Quando analisados os últimos 10 anos, a exportação, – considerando: amendoim em grão; óleo; produtos à base de amendoim, exceto óleo; torta e resíduos de amendoim –, cresceu mais de 433% em valor de exportação. O saldo comercial da leguminosa em grão e processada também foi positivo e registrou superávit, atingindo US$ 438 milhões ano passado.

Já segundo dados apresentados pelo estudo “Agronegócio do Amendoim: Produção, Transformação e Oportunidades”, o setor registrou uma receita de US$ 443 milhões em exportações durante 2020, o valor foi de US$ 303 em 2019. Quando analisados os últimos 10 anos, a exportação de amendoim em grão, óleo, produtos à base de amendoim, torta e resíduos de amendoim cresceu mais de 433% em valor de exportação. O saldo comercial também foi positivo e registrou superávit e atingiu US$ 438 milhões ano passado.

A pesquisa ainda traça os principais resultados de desempenho dos diversos elos da cadeia produtiva de modo a contribuir para o desenvolvimento do setor na economia brasileira. O estudo foi feito pelo Departamento do Agronegócio (Deagro), da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com apoio da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab).

O estudo também revelou que, em uma década, a indústria quase dobrou o número de países atendidos pelas exportações, subindo de 56 em 2010 para 100 países em 2020. Atualmente, com relação à exportação de grãos, o Brasil ocupa a 5ª posição com US$ 230 milhões, seguido por Índia (US$ 627 milhões), Estados Unidos (US$ 475 milhões), Argentina (US$ 433 milhões) e China (US$ 264 milhões).

Segundo Renato Fechino, vice-presidente da Abicab, isso reflete um amadurecimento da cadeia de amendoim no Brasil, que se especializou e intensificou seu processo de profissionalização. “Esses desempenhos têm alguns fatores de sucesso por trás, como a sinergia entre os agentes da cadeia produtiva, o investimento realizado em pesquisa e na mecanização, especialização do produtor e inovação na indústria”, destaca.

 

Mercado nacional de amendoim e Festa Junina em casa

Apesar do aumento significativo nas exportações, os produtos da indústria de amendoins são majoritariamente consumidos pelo mercado interno, representando 96%, em 2020. Diante disso, a Abicab observa que ainda há muita oportunidade de crescimento, tanto no mercado internacional quanto no interno, visto que o brasileiro consome cerca de 1,1 quilo de amendoim por ano, enquanto a média global é de 6 quilos por pessoa.

Junho é o mês mais importante para o setor de amendoins em função das festas juninas que, em mais um ano, acontece durante a pandemia da Covid-19. De acordo com a Abicab, as indústrias conseguiram se planejar e acreditam em boas vendas, tendo em vista que os consumidores se adaptaram para comemorações em casa de forma segura.

“Em contraste com o cenário de incertezas de 2020, neste ano, observamos o consumidor mais habituado aos formatos digitais e os avanços das empresas nas operações on-line. Com isso, houve um plano diferenciado na preparação para a data, desde campanhas de marketing, passando por novas estratégias de vendas, criação de promoções, lançamentos de produtos e até a ampliação de novos canais de atendimento, como redes sociais”, analisa o presidente da Abicab, Ubiracy Fonsêca.

O executivo afirma ainda que, com as ações no período de pandemia, as indústrias trabalharam em forte parceria com o varejo e conseguiram trazer mais comodidade ao consumidor que tem à disposição um leque maior de canais de venda para comprar e ser atendido com segurança e qualidade. “As empresas, além de investirem no on-line, concentraram esforços na organização dos produtos incrementando os espaços e a visibilidade por meio de material de ponto de venda”.

 

Versatilidade e saudabilidade são pontos fortes do amendoim para a festa junina em casa

O amendoim é um alimento versátil, que pode ser consumido em várias ocasiões, e as indústrias do setor oferecem um portfólio amplo de produtos, com opções para diversos perfis e demandas do consumidor.

O alimento é fonte de vitaminas e tem alto valor nutricional: é rico em vitamina E, que atua como antioxidante e preserva o sistema imunológico; vitaminas do complexo B, essenciais para o sistema nervoso e que ajudam na formação de neurotransmissores e, possui Ômega 3 e Ômega 6, combinação que promove renovação celular, prevenindo o envelhecimento precoce. 

Entre outros compostos, a leguminosa também tem ácidos graxos monoinsaturados, conhecidos como gorduras do bem, que contribuem para prevenir doenças cardiovasculares, além de fibras que garantem saciedade por um período superior a duas horas, tornando-se uma aliada em planos de reeducação alimentar para consumos de lanches intermediários. A porção diária indicada é de 30 g/dia.

Website: http://www.abicab.org.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *