Dino

Venda de plano de saúde para MEI aumenta 70% em 2021

São Paulo 25/6/2021 – Milhares de pessoas optaram por se tornar empreendedores no Brasil.

O considerável aumento se dá ao fato de mais brasileiros optarem pelo simples nacional.

O número de Microempreendedores Individuais (MEIs) disparou no Brasil nos últimos meses  entre 7 de março (último balanço antes do início da pandemia) e 30 de novembro. O acréscimo foi superior a 1,4 milhão, segundo dados do Portal do Empreendedor, do Governo Federal.

A quantidade de pessoas com Plano de Saúde para MEI, ou Plano de Saúde Bradesco para CNPJ, aumentou muito no Brasil. Os novos beneficiários chegam a aproximadamente 47,5 milhões, isso representa um acréscimo de 77,4 mil pessoas, segundo levantamento realizado no ano de 2021. Dentre as modalidades mais crescentes, está o empresarial, de adesão e individual. Desde o começo da pandemia, pode-se afirmar que essa é a primeira vez que houve uma ampliação, na base de pessoas que possuem convênio médico. Especialistas afirmam que parte desse crescimento, está atrelada à entrada de novos usuários em planos mais baratos, com poucas redes de atendimento.

A principal razão disso é que o setor de saúde suplementar não tinha interesse em vender planos individuais, onde os reajustes são regulados pela ANS, que são mais baixos. Ou seja, quem era demitido e perdia o plano empresarial (muitas vezes ofertado pela empresa empregadora), recorria a planos coletivos por adesão, que possuem os reajustes livremente aplicados pelas operadoras e um custo mais elevado. Esses tipos de planos coletivos por adesão estão em constante crescimento, principalmente em períodos como esses em que a instabilidade continua. Isso porque não há necessidade alguma de vínculo empregatício.

Esses fatores abriram um leque de escape para muitos brasileiros, que estão se tornando microempreendedores e gerando a sua própria renda. Tais motivos, impulsionaram a formalização de serviços dos mais variados setores em todo o país. Para se ter uma base, entre o mês de novembro do ano passado e maio deste ano, houve um aumento gradativo de 18% de novos CNPJs, em relação ao mesmo período entre os anos de 2016 e 2017, segundo um levantamento realizado pela consultoria MEI Fácil. Um aspecto significativo mostra que os autônomos procuram empreender e atuar nas áreas em que já possuem mais conhecimento e habilidade, o que potencializa as possibilidades de lucro, garante uma prestação de serviço com maior qualidade e amplie oportunidades de relações comerciais, podendo ser reconhecido por empresas.

No caso de MEI (microempreendedor individual) regularizado e ativo há pelo menos seis meses, pode se contratar um plano de saúde para mei diretamente da operadora de saúde, sem precisar passar por “intermediários”, ou seja, pelas administradoras de benefícios (empresas que administram e revendem planos de saúde). Com isso, o plano pode sair até 50% mais barato, se comparado a um plano de saúde por adesão. No plano de saúde empresarial, o MEI pode incluir seus familiares e seu empregado contratado.

Tipos de Planos de Saúde para MEI:

  • 1 – Plano individual ou familiar: para pessoas físicas
  • 2 – Plano coletivo empresarial: para grupos de pessoas que trabalham na mesma empresa (categoria à qual o MEI tem acesso)
  • Plano coletivo por adesão: por meio de associação profissional ou sindicato.

 

Fonte: Trovo Seguros 

Website: https://www.onlinesaudebradesco.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *