Dino

Para impulsionar conhecimento, escola de artes investe na aula on-line

Curitiba – PR 16/6/2021 –

Com aumento de adeptos ao ensino a distância – e dos brasileiros com acesso à internet – empresas de educação encontram no EAD alternativa para prosseguir trabalhando, afinal, estes fatores contribuem para implementação da modalidade

O ensino a distância na educação superior é uma tendência em crescimento. Entre os anos 2009 e 2019, o número de ingressos em cursos da modalidade aumentou 378,9%. Ou seja, em 10 anos, pouco mais de 332 mil alunos tornaram-se mais de 1,5 milhão.

Em 2019, das 10.395.600 vagas de matrícula ofertadas, 63,2% delas eram da modalidade EAD. Todos os dados acima são do “Censo da Educação Superior 2019”, apresentado pelo INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, em outubro de 2020.

Outra pesquisa realizada pela Catho Educação, entre março e abril de 2020, confirma a tendência de alta: o resultado aponta que houve um aumento de 70% nas matrículas em cursos remotos.

Brasileiros com acesso à internet

O acesso à internet é fator fundamental para que o professor possa compartilhar seus conhecimentos com os alunos que acompanham as aulas – e a parcela da população do Brasil que utiliza esta tecnologia tem crescido ano a ano. Em 2019, 143,5 milhões de brasileiros com 10 anos ou mais estavam conectados à internet, ou seja, 78,3% da população.

Para que seja possível acompanhar essa evolução, pode-se olhar para trás: em 2016 esse percentual era de 64,7%, em 2017, 69,8% e em 2018, 74,7%. As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, divulgada pelo IBGE.

Desafio durante a pandemia

A pandemia da COVID-19 impactou diversos tipos de negócios, e não foi diferente para as empresas de educação. O fechamento e restrições para a realização das aulas atribuiu destaque para a modalidade de cursos remotos. E quem não ofertava este modelo, precisou implantar.

“Antes da pandemia, as aulas eram realizadas somente de forma presencial. Por isso, foi necessário adequar processos e metodologia para continuar a divulgação de arte e cultura para o maior número de pessoas. Agora, os cursos são remotos, oferecidos com aulas ao vivo e gravadas”, afirma Lucia Casillo Malucelli, Diretora do Solar do Rosário.

Escola de artes

O Solar do Rosário, por exemplo, é um dos espaços particulares de arte e cultura em Curitiba. Fundado em 1992, o espaço oferece Galeria de Arte, livros especializados, projetos culturais e cursos em diversas áreas, entre elas: história da arte, pintura, desenho, aquarela, literatura, história das civilizações e Rússia, Shakespeare, patrimônio histórico e música clássica.

Em abril de 2020, o espaço se tornou digital e disponibilizou seus cursos on-line. Com isso, foi possível atender alunos de qualquer lugar do mundo.

Para saber mais, basta acessar: https://solardorosario.com.br/

Website: https://solardorosario.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *