Dino

Alergias respiratórias x limpeza: ácaros e poeira podem piorar quadros alérgicos

São Paulo – SP 8/6/2021 –

Dentro da população, 30% das pessoas são acometidas por algum tipo de alergia. Para conscientização, a OMS, Organização Mundial da Saúde, criou o Dia Mundial da Alergia. A data está próxima: 8 de julho

As alergias são recorrentes e, por isso, muitas vezes vistas como inofensivas. Ainda assim, alguns quadros podem se desenvolver de forma grave, causando até mesmo a morte do indivíduo portador. De acordo com a OMS, Organização Mundial da Saúde, atualmente 30% de toda a população sofre com alguma alergia. 

Destas, muitas estão relacionadas ao sistema respiratório. Entre elas, está a rinite alérgica, que afeta 25% dos alérgicos. Na sequência, vem a asma, que acomete 20% de toda a população brasileira, ainda citando a fonte anterior. Para conscientização, o dia 8 de julho é marcado como o Dia Mundial da Alergia.

Cuidados durante o frio

Com a chegada das estações mais frias do ano, não somente o clima corrobora para que crises de alergia sejam mais recorrentes: a utilização de alguns adereços da casa também pode dificultar a limpeza dos ambientes e, com isso, apoiar a manifestação de ácaros e presença de poeira, fatores que podem provocar a presença de sintomas em alérgicos.

De acordo com a imunologista Érica Azevedo, é importante ser rígido com a limpeza dos ambientes: as cortinas e tapetes devem ser lavados, pelo menos, a cada dois meses. Além disso, utilizar o aspirador de pó como ferramenta é indispensável. Vinicius Finavaro, sócio-fundador da SP Lavagem e Impermeabilização, concorda. “Os tapetes são usados de forma sazonal. Por isso, é importante lavá-los antes de colocá-los em uso novamente. Depois disso, as limpezas periódicas serão necessárias”, indica. 

Outros pequenos cuidados também podem ser adotados como medida de manutenção entre uma limpeza e outra. “Não comer em cima dos tapetes e não deixá-los em ambientes úmidos já faz bastante diferença”, acentua Vinicius. 

Por fim, o especialista sugere a lavagem a seco dos tapetes. “Esse método permite a limpeza além das fibras superficiais. O tapete não fica encharcado como na lavagem comum – sendo assim, no final do processo, o tapete está praticamente seco, permitindo o uso em pouco tempo. Ao mesmo tempo, a higienização a seco limpa sem agredir, mantendo a durabilidade da peça”, finaliza.

Para saber mais, basta acessar: https://splavagemeimpermeabilizacao.com/limpeza-de-tapete/

Website: https://splavagemeimpermeabilizacao.com/limpeza-de-tapete/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *