Dino

Cursos on-line de idiomas crescem na pandemia

São Paulo – SP 1/6/2021 – Meu objetivo é sempre ver os alunos realizados e recompensados

Lucas Flach, professor poliglota, afirma que aprender novas línguas transforma as pessoas

Há mais de um ano de isolamento, incrementar o currículo tem sido uma boa oportunidade com os cursos on-line. De acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a busca por cursos de idiomas na modalidade à distância cresceu 59% em 2020 em comparação aos anos anteriores. Um dos motivos do crescimento é a demanda por qualificação de currículo: em junho de 2020, 11,8 milhões de brasileiros estavam desempregados.

Foi pensando neste significativo aumento da procura de cursos online no momento de isolamento social que o empresário João Mendes, 30 anos, voltou seu olhar para a educação à distância: “Há alguns anos, comecei a perceber que a internet iria muito mais longe com a diversidade de oferta de conteúdo, pois o mundo inteiro está nas mãos da humanidade – seja em um aparelho de celular, no laptop, na smart TV etc. Vi ali que as pessoas poderiam aprender, adquirir mais e mais conhecimento de qualquer lugar que tivessem. Foi quando comecei a formatar cursos de inglês online”, diz João Mendes, que hoje já conta com mais de 14 cursos de inglês, francês, espanhol – além de cursos de finanças, com coachs e atletas. 

Segundo pesquisa publicada pelo Google, houve um aumento de 73% nas buscas por educação on-line e software educacional. O professor Lucas Flach (@sejapoliglota), que tem alunos em todos os estados do Brasil e em mais de 20 países, conta que estudar línguas remotamente é um avanço ao alcance de todos: “Hoje, não precisamos mais dividir o nosso tempo de contato com o professor e com mais dezenas de colegas em um mesmo ambiente. Temos a praticidade de estudar onde queremos e quando queremos. Sem contar que o contato com os tutores do nosso projeto, por exemplo, é diário, não apenas uma vez por semana. Isso acelera demais os nossos resultados”, diz Lucas Flach, que está na sua sétima turma on-line de ensino de idiomas à distância.

Por conta da pandemia, de acordo com pesquisas feitas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Brasil já conta com mais alunos matriculados em cursos on-line do que nos presenciais. Os dados de pesquisa do INEP apontam um aumento de mais de 20% na matrícula em cursos on-line EAD. 

O isolamento social trouxe mais liberdade e oportunidades para quem quer aprender algo novo. “Há 10, 20 anos, não seria possível dar aula dessa forma que faço. É um privilégio viver esses tempos que a tecnologia ajuda milhares de pessoas a se tornarem fluentes de outra língua, de outra cultura”, ressalta Lucas Flach, que usa o Instagram e o canal no YouTube (Seja Poliglota) para dicas gratuitas de diferentes idiomas ao público.

Mais informações sobre os cursos no Instagram do Professor Lucas: @sejapoliglota ou pelo website https://projetosejapoliglota.com/lc032021/inscricao-fb/

Website: https://projetosejapoliglota.com/lc032021/inscricao-fb/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *