Dino

Empresas de tecnologia ganham espaço durante a pandemia

Indaiatuba-SP 31/5/2021 –

Diante da pandemia do coronavírus, empresas de TI crescem, na contramão da média dos demais serviços.

As empresas de tecnologia continuam crescendo diante da pandemia do coronavírus. Esse cenário positivo não se estende apenas aos gigantes da tecnologia, como o Facebook que dobrou (98%) seu lucro líquido no trimestre anualizado, mas também às pequenas e médias empresas de TI. 

Segundo a Pesquisa de Mercado MSP 2020 realizada pela ADDEE, apenas 5% dos prestadores de serviços de TI consideraram fechar ou vender sua empresa diante da pandemia e isolamento. Um dos fatores que impacta este número, é sem dúvidas, o advento da transformação digital, que por sua vez, possibilita que prestadores de TI atuem remotamente. 

Além disso, 88% dos respondentes afirmaram que este é um bom momento para estar no mercado de TI. Afinal, as empresas tiveram que se adaptar diante da pandemia e o teletrabalho passou a ser essencial para a continuidade de muitos negócios. De acordo com um estudo realizado pela Fundação Instituto de Administração (FIA) o regime home office foi adotado por 46% das empresas. Portanto, essas organizações tiveram que contar com a ajuda de especialistas de TI para realizar as adequações necessárias, o que aumentou a demanda de trabalho para os prestadores. 

As empresas de tecnologia trouxeram diversas inovações para os mais diferentes mercados. Por exemplo, os sistemas de delivery passaram a ser mais utilizados e segundo pesquisa da VR Benefícios, 81% dos estabelecimentos pretendem manter a opção. A medicina também passou a ser impactada, visto que as consultas online passaram a ser mais exploradas tanto pelo sistema de saúde público, quanto privado. 

Os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), apontam que o setor de TI cresceu 8,3% em 2020, na contramão da média dos demais serviços. Nesse sentido, startups de tecnologia como a ADDEE se destacam pelo crescimento diante do cenário, visto que a empresa que oferece soluções para Gestão de TI cresceu 20% no ano passado (2020). 

Mesmo diante da pandemia, a empresa ousou e recentemente anunciou uma mudança na marca, que passou por um spin-off. Rodrigo Gazola, CEO e Fundador da empresa, conta que o momento, inclusive, foi o ideal para o spin-off da N-able, ele acredita que essa mudança está alinhada com o momento e que trouxe novas expectativas para o mercado de serviços gerenciados de TI. 

“Desde que soubemos do spin-off da SolarWinds MSP, que se tornou N-able, começamos a nos preparar para essa evolução e para todas as oportunidades que isso traria para a ADDEE e o mercado brasileiro. Considerando nosso crescimento, passamos a olhar esse spin-off como uma oportunidade de evoluir e de mudar, sempre mantendo o nosso compromisso de revolucionar o mercado de prestação de serviços de TI”, conta Rodrigo Gazola, CEO e Fundador da ADDEE.

A previsão da IDC Brasil aponta que o mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação deve crescer 7% em 2021 e os investimentos devem se basear em segurança, nuvem, modernização de gestão de softwares, inteligência artificial e experiência do cliente. 

Website: https://addee.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *