Dino

Carne de cordeiro: principais características, sabor e benefícios para a saúde

São Paulo, SP 1/4/2021 – Com todas estas informações nutricionais da carne de cordeiro, pode-se afirmar que ela é uma das mais saudáveis, mas ao mesmo tempo não deixa a desejar no sabor

A carne de cordeiro se tornou uma alternativa interessante para quem deseja optar por uma proteína com maiores valores nutricionais, embora esta seja apenas uma das suas inúmeras vantagens.

A carne é uma importante fonte de energia e vitaminas para o corpo humano. No Brasil, as carnes bovina, suína e de aves são aquelas que têm maior consumo nas refeições. Entretanto, outras variedades do alimento vêm ganhando mais consumidores e consequentemente tendo mais vendas no mercado. A carne de cordeiro, por exemplo, é uma das mais tradicionais e que oferecem mais benefícios.

Dentre os principais motivos para esse crescimento estão os valores nutricionais da carne de cordeiro, que ajudam na perda de peso e evitam o desenvolvimento de doenças crônicas, por exemplo. Ao longo do texto será melhor explorado quais são os benefícios da carne ovina, bem como suas características, formas de preparo e o panorama do mercado nacional.
E para saber mais, acesse também: http://www.cabanamontefusco.com.br/carne-de-cordeiro-quais-sao-os-beneficios/

Principais benefícios da carne de cordeiro
A alimentação saudável é um dos principais fatores para uma boa qualidade de vida. Desse modo, além do sabor dos alimentos, é preciso levar em conta seus valores nutricionais e os benefícios para o corpo.

Levando em conta estes fatores mencionados acima, a carne de cordeiro é aquela que melhor reúne tais características. Por exemplo, o perfil de gordura desta carne é poli-insaturado, o que contribui na redução do “colesterol ruim” (LDL) no sangue, diminuindo consideravelmente o risco da pessoa desenvolver doenças cardiovasculares.

Além disso, o cordeiro tem um grande volume de vitaminas e minerais, como a vitamina B12, que ajuda a manter a corrente sanguínea saudável. Ademais, o selênio e o zinco são responsáveis pela formação hormonal do ser humano.

Com todas estas informações nutricionais da carne de cordeiro, pode-se afirmar que ela é uma das mais saudáveis, mas ao mesmo tempo não deixa a desejar no sabor, maciez e versatilidade, uma vez que pode ser preparada de diversas formas.

Carne de cordeiro emagrece?
A perda de peso através da eliminação de gordura localizada, atividades físicas e ganho de massa muscular, requer também a adoção de uma alimentação saudável.

Desse modo, carnes e demais alimentos com baixa gordura e que fornecem bastante energia para o corpo ganham preferência. Esse é o caso da carne de cordeiro. Os cordeiros soltos no campo e que se alimentam principalmente de pastagem possuem em torno de 2,5% de gordura na carne.

Para que haja um valor comparativo, a carne do peito de frango, considerada magra e bastante consumida no pós-treino, possui em média 3% de gordura. Aliás, um dos mitos que se tem ao redor da carne ovina é em relação à gordura, que é falsamente apontada como causadora de obstrução das veias artérias e elevação do colesterol.

No entanto, além de possuir pouca gordura, a carne de cordeiro é também uma rica fonte de proteínas para o organismo, o que é fundamental para a criação de massa magra e evita a perda de massa muscular.

Como preparar a carne?
A carne de cordeiro oferece uma ótima combinação entre alimentação saudável e saborosa, assim como mencionado nos tópicos anteriores. Há algumas opções de corte que são ideais para serem assados, mesmo sendo considerada uma carne magra. Seja na grelha, forno ou no espeto. No entanto, afirmar que a carne de cordeiro fica saborosa apenas com estes preparos seria errado.

O carré francês de cordeiro, por exemplo, é um corte de alto nível na gastronomia mundial. Por ser uma carne bastante macia e de sabor suave, fica saborosa no prato com batata ao murro e molho de ervas. Além disso, outros acompanhamentos que harmonizam com o cordeiro são o purê de mandioca, os legumes e também vegetais. A seguir estão as principais formas de preparo da carne de cordeiro:

Carré Francês ao molho;
Pernil de cordeiro recheado;
Cordeiro grelhado;
Carne de cordeiro assada;
Cordeiro com batata ao murro e molho de ervas.

Consumo da carne de cordeiro no Brasil
Mesmo com a alta qualidade e sabor da carne de cordeiro, há pelo menos outras três proteínas animais que têm maior consumo no Brasil, assim como destacado no início do texto. Essa preferência pelas outras opções de carne acontece por alguns fatores importantes, como o preço de compra.

No entanto, conforme aponta pesquisa realizada pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), os cinco principais motivos para o não consumo da carne de cordeiro são: a falta de hábito, falta de oportunidade, dificuldade de encontrar nos mercados e açougues que frequenta, bem-estar animal, além daqueles que não comem carne.

Ainda de acordo com a Embrapa, cerca de 12% da população brasileira nunca consumiu cordeiro. Em números totais, esse percentual representa cerca de 25 milhões de brasileiros.

Por outro lado, o consumo da carne de cordeiro é frequente para 25% da população nacional, aproximadamente 52 milhões de pessoas. Dentro desse percentual, 17% dos pesquisados consomem a carne ovina uma vez por mês, 7% uma vez por semana e apenas 1% tem o hábito de consumir cordeiro diariamente.

Para saber mais sobre ovinocultura, é possível ler também sobre o mercado de queijo de ovelha.

Website: https://www.sitiopema.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *